Sou do contra!

02 agosto Lila Martins 2 Comentarios


O que seria do azul se todos gostassem do amarelo?
É essa pergunta simples e milenar que irá nortear o post de hoje. Como seriam as coisas se todo mundo gostasse apenas dos mocinhos?  Se nos filme, séries e livros apenas os mocinhos fossem amados? Só os protagonistas? Poxa... e o resto do povo gente?! 
Eu sempre fui do contra, eu gosto de personagens mais de escanteio tipo o Snape de Harry Potter, aquele personagem que a maioria das pessoas odiava, que quando matou o Dumbledore todos ficaram chocados e eu lá, firme forte acreditando no Ranhoso enquanto partilhava de uma raiva contida do James Potter, por ser um daqueles tipos narcisistas populares que se acha melhor que os outros, eu sempre sonhei em ver a Sonserina ganhando a taça das casas ao invés da Grifinória! Poxa vida é a minha casa! Mesmo eu tendo um medo ferrado de serpentes!
O importante na verdade é que eu sempre fui de remar contra a maré, não gostava da cor rosa, odeio rosas vermelhas, (prefiro amarelas) gosto de mentes de psicopatas, sei lá eu acho interessante, não que serial killers sejam legais, mas é interessante observar o modo como pensam e a metodologia com que costumam agir, são muito organizados, padronizados e isso sempre me chama a atenção. Em Game of Thrones eu sou orgulhosamente uma Lannister, pelo simples fato de que eles são fiéis naquilo em que acreditam, eles são leais aos seus princípios (não que a Cersei tenha muitos...), só que eles pagam as suas dívidas, não apenas em dinheiro, mas as suas rixas, as suas promessas, tudo que um Lannister promete ele cumpre pode perceber, eles são inescrupulosos, isso é bem verdade, mas eles são inescrupulosos sinceros eles não fingem ser virtuosos eles são aquilo que são e que se dane os sete reinos! Assim também funciona a Sonserina é uma casa de ambiciosos, eles almejam o poder acima de tudo, eles querem ser grandes, gostam dos holofotes, do dinheiro e não vejo nada de errado ai, são maus eu sei, em sua maioria são bem mesquinhos e preconceituosos, mas assim como os Lannisters eles não "fazem de conta" que são bonzinhos, eles são transparentes e acho que isso não faz de mim uma pessoa má, apenas sincera, transparente e realista, me identifico com eles por sua paixão pelas coisas, pelo amor que desprendem nas coisas que acreditam, pela dedicação que empenham em galgar a grandeza e isso faz de mim uma pessoa do contra.
E você? Conta ai nos comentários!
Até amanhã minha gente!



2 comentários:

  1. Oooi! Tudo bem?

    Flor, primeiro de tudo, bate aí que somos da mesma casa o/ nunca nunca nunca na minha vida gostei do Snape e nunca vou gostar, mas compartilho essa sua coisa "do contra". Sempre me apaixono por personagens que ninguém gosta ou simplesmente ninguém liga. E em 70% das vezes acabo torcendo pro lado mais fraco do triângulo amoroso, porque os mocinhos são chatos e acabo curtindo muito mais o anti-herói, que quase nunca fica com a mocinha. Aliás, quase nunca FICAVA. Os livros agora estão invertendo um pouco isso, tentando ser menos preto e branco e mais cinza e destacando os anti-heróis e vilões também, então tenho ficado muito feliz com minhas leituras.

    Também adoro "estudar" a mente dos psicopatas, acho muuuuuito interessante já li muitos livros sobre o assunto. Adoro rosas, qualquer que seja a cor, mas também nunca fui muito fã de rosa não, meu negócio é azul e preto. Não tenho nada contra os Lannister e na verdade os admiro pra caramba (principalmente meu neném Jaimie), AMO a Cersei exatamente pelo que você falou. É uma mistura de ódio e admiração muito estranha, mas me acostumei.

    Eu não me considero exatamente uma pessoa do contra, porque gosto de muitas dessas "modinhas", mas o negócio comigo é que demoro a me render. Se tem muita gente falando de alguma coisa, me recuso a ver. Depois de algum tempo algum amigo acaba me convencendo, e na maioria das vezes me pego curtindo o negócio, mas entro com um preconceito absurdo. Sei lá porque....

    Beijinhos, te espero lá no http://amendoasefelpices.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. É bacana isso de ver os outros lados das histórias e é verdade os livros estão criando uns finais mais alternativos e isso tb me alegra, tava na hora de mudar os clichês. =D

    ResponderExcluir