Sobre a Paz

10 agosto Lila Martins 26 Comentarios


Olá!
Hoje eu queria compartilhar com vocês uma pequena parte da minha vida!
Eu passei recentemente por uma fase bem complicada, foi um tempo conturbado regado a estresse, medos, inseguranças e desesperos. Com essa fase eu desenvolvi duas coisas muito ruins que quase me tiraram de combate que foram a Depressão e a Síndrome do Pânico. 
É gente... Não foi fácil, eu passei dias realmente difíceis, de entrar em um ônibus socado e sentir como se fosse morrer, palpitação, mãos suadas e muitas vezes eu ia a lágrimas em um estado de pavor absurdo, eu sabia que não ia morrer, mas o meu corpo reagia como se fosse independente da minha consciência e isso me deixava ruim por muito tempo. Associado a isso eu estava em uma fase de depressão profunda, eu acordava de manhã  e tiveram alguns dias que meu marido precisou me convencer a levantar e ir pro trabalho porque eu não queria, eu simplesmente queria desistir, deitar e ficar ali pra sempre sem precisar pensar em mais nada. 
Nesse tempo meu corpo sofreu muito, tive infecções, duas em uma semana juntas, uma no intestino e outra respiratória, tive que tomar antibióticos mesmo sendo alérgica. Fiz 6 exames de sangue em cerca de 6 meses, tive problemas sérios como deficiência de vitaminas, tão forte que precisei tomar suplementação intramuscular (no popô), as piores crises de labirintite da vida, enxaqueca e muitas outras coisinhas pequenas que eu nem quis enumerar se não eu ficaria maluca.
As coisas que mais me motivaram era o iminente término da faculdade, estava no último semestre e terminando o TCC, esse era outro problema... Passei por vários momentos realmente desesperadores nessa jornada, mas como eu fiz em dupla a minha amiga tinha o poder de, só pelo fato de existir, me fazer continuar, eu não podia falhar com ela, ela estava pagando a formatura e se eu desistisse ela reprovava junto então eu fazia, mesmo cansada, apavorada ou muito muito mau eu ia, me encontrava com ela e tentava dar o meu melhor, as vezes não rendia e a gente acabava vendo vídeos engraçados ou comendo alguma coisa em alguma lanchonete, mas terminamos e esse dia passou rápido, já faz quase 2 meses que entregamos nosso "filho" e quase um que as aulas terminaram e está página da minha vida de fechou.
Aos poucos eu senti que as coisas estavam querendo voltar a eixo, e aos poucos eu comecei a piorar, estava indo mau no trabalho, não conseguia mais focar até que o meu trabalho se foi também, fiquei desempregada e isso, que era pra ter me deixado mais depre, teve o poder de me de ajudar bastante, eu consegui minhas noites de sono. Finalmente, parei de tomar capsulas de cafeína concentrada para parecer menos zumbi durante o dia e também parei com os calmantes a noite para dormir e não dar trabalho para o meu marido com as crises de sonambulismo, ou acordar as 3h da manhã chorando apavorada com os pesadelos, eu finalmente larguei as caixas de remédios no armário, finalmente dormi uma noite inteira e acordei descansada, bem humorada e o melhor, com vontade de sair da cama, vontade de ler, escrever, gravar e sorrir. Eu estou aos pouco melhorando, é lento, eu ainda me sinto muito pra baixo e ainda tenho que conviver com o medo, as vezes eu sinto tudo voltando a superfície, mas eu sei que vai passar, porque agora eu estou vivendo meu momento de paz, estou aproveitando essas férias forçadas da vida e seguindo em frente como a fênix que eu sempre fui, renascendo das minhas cinzas porque eu sou forte, as vezes nessa tempestade que eu vivi eu ficava muito irritada com isso, queria ser fraca, desistir e seguir o caminho mais fácil, mas eu não conseguia e isso me deixava péssima por mais idiota que possa parecer.
Bom gente... é isso, essa sou eu, algumas pessoas não acreditam que passei isso porque eu não demonstrava tanto, estava sempre rindo e fingindo estar bem, mesmo porque ninguém era obrigado a sofrer a depressão comigo. Meu marido passou firme essa fase comigo, me ajudou bastante, me apoiou bastante  e agora estamos começando a respirar de novo, aos poucos estamos pontuando os nossos sonhos, as nossas metas e vamos caminhando para o futuro. 
Obrigada se você leu até aqui, deixe um comentário se quiser e até a próxima!







26 comentários:

  1. Flor, vem me abraçar! Eu sofro de depressão e crises de ansiedade tem 5 anos +- e é extremamente ruim. Os dias que não consigo levantar, são os piores. As vezes me sinto ótima, depois por qualquer coisinha acabava ficando muito deprimida. Perdi meu emprego esse ano pq não conseguia mais me dedicar que nem antes. Está difícil, mas se precisar... Pode me chamar no face, no blog, por e-mail (isabelaluccas@hotmail.com)... Mas seja forte, tudo vai dar certo e é muito importante ter alguém apoiando do nosso lado. Meu noivo me ajuda muuuuito <3
    Nuvem de Novembro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sinta-se abraçada! Foi um período difícil, eu acho que estou melhorando agora, mas tem dias realmente desafiadores, é barra. Outra coisa é como as pessoas fazem pouco caso disso, como elas acham que é "frescura" e isso é devastador quando a gente tá nos dias ruins :(

      Excluir
  2. É difícil pra algumas pessoas aceitarem que alguém pode ficar bem sem emprego. O problema do sem emprego é que entra menos dindin em casa. No momento é isso aqui em casa. Não quero trabalhar, to levando a vida que quero, é ótimo, mas infelizmente as contas não esperam e no que melhorar (tive uma crise feia do ciático) vou voltar a procurar emprego.
    Que bom que tu foi demitida, boa parte do teu sofrimento vinha dali, como disse,.agora tu está melhorando e aos poucos voltando a normalidade.
    De muito amor e carinho pra esse marido que ele merece, sei bem como é bom ter alguém que te apóia e não pode escapar (sádica hahahaha)
    Beijos, melhoras e tudo de bom!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jamais escapará! (risada maligna) Realmente estou com muita vontade de ficar em casa e me dedicar a fazer as coisas que eu gosto e quem sabe ganhar a vida em home office né? Melhoras com o ciático, dizem que é uma dor bem ruim :(

      Excluir
  3. Nossa! Te desejo muito sucesso em sua vida e que você possa realizar todos os seus sonhos <3 É realmente complicado a correria do dia a dia, mas aos poucos tudo vai se resolvendo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É a correria acaba com a gente, sempre bom dar uma pausa.

      Excluir
  4. Nossa que fase difícil, mas você resistiu e está retornando mais forte. Desejo sucesso para você, que você aproveite essas férias para colocar muitas coisas em ordem e que venha um novo emprego logo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ana! Logo as coisas voltam ao eixo 100% e a vida continua seguindo seu curso, cheia de sonhos novos agora que eu zerei a vida! :D

      Excluir
  5. Nossa Lila, que história, ainda bem que você tinha seu marido pra te apoiar, que barra.
    Mas que bom que tudo passou, foco, força e fé.
    Por morar longe da minha família e noivo e passar por muito estresse no mestrado tenho muito medo desta doença, então tou sempre me controlando pra não cobrar demais de mim.
    Te desejo saúde e força.
    Um beijão.

    www.oxentebonita.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É complicado e eu sofro de uma ansiedade horrível! Mas agora estou na pausa para o descanso,, com muitos projetos novos tentando desencanar. Obrigada pela força! \o/

      Excluir
  6. Eu já tive depressão, e hoje quando eu olho para trás (pq é inevitável) percebo o quanto tenho paz, e o quanto ela é importante. E acho que só começamos a dar verdadeiro valor a ela, acho que só a enxergamos quando passamos por esse tipo de situação. Hoje eu dou muito mais valor para a minha paz, a minha felicidade :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, também dou muito mais valor agora!

      Excluir
  7. ah, linda! te entendo. Tenho depressão e ansiedade e é bem como voce falou. É pesado, dói, machuca. Não podemos nos culpar e nem querer nos forçar demais, sabe? fico bem feliz que esteja melhorando e que tenha com quem contar <3 força!

    ResponderExcluir
  8. Mulher, fiquei mais aliviada ao ler que agora você está melhor e está conseguindo seguir com sua vida ao lado de seu marido. E como você deve ter a sorte de estar com alguém que em todos os momentos esteve do seu lado. De verdade, torço muito para que você siga firme e forte na sua caminhada e que essa situação de tristeza e desânimo não volte. Imagino o quão difícil deve ser ter crises de ansiedade e depressão. Sei do quão desesperador tudo é tanto para quem passa como para quem está ao lado. Você foi muito guerreira e superou a fase ruim. Espero que continue assim e que sempre tenha um ombro amigo de pessoas que te amam e podem te ajudar. Muita paz na sua vida e que seus dias felizes sejam mais contantes do que os tristes. Força sempre!!! Forte abraço! ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim! Ele me ajudou bastante, foi uma fase bem complicada, mas aos poucos está passando, logo estarei 100% de novo!

      Excluir
  9. Lila, eu acho TÃO importante você ter feito esse post... Mas tão-tão importante que nem sei dizer o quanto!
    Primeiro é importante pra você, sabe, colocar pra fora, externar todas as suas angústias, "gritar" até sentir alívio, sabe. Porque assim como você teve o apoio do seu marido tem muita gente aqui também pra ficar feliz que você está melhorando... E demora, né, não tem como ficar boa do dia pra noite, mas o importante é um passo de cada vez a cada dia.
    Segundo porque as pessoas precisam saber que tudo o que você sentia, tudo que você passou, é sério, é real e precisa de MUITO apoio para conseguir deixar pra trás. Infelizmente ainda tem gente que acha que é frescura e que não são lidar quando alguém tem isso, então sempre que alguém puder falar sobre isso como você falou faz bem é pra todo mundo. E vai que tem alguém passando pela mesma coisa e lê, né? Ver você melhorando pode ajudar a pessoa a melhorar também!

    Fica bem! Vai dar tudo certo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu fiz esse post pra desabafar mesmo, estava sufocada com isso, acho que foi a gota que faltava para eu conseguir passar essa fase ruim, porque falar sobre isso era complicado. Sei que muita gente vai achar bobagem, pessoas próximas que me viram passar por isso me olhavam torto e isso é 10x pior sabe, porque além de você se cobrar por causa dos problemas, vc ainda se cobra achando que está exagerando as coisas... Logo isso vai ser uma página virada, uma luta vencida e vou olhar pra isso e usar como inspiração para as próximas fases ruins!

      Excluir
  10. Gente, que complicado. Que caos virou sua vida, poxa, estou chateada por você. Mas fico feliz que tenha melhorado a sua qualidade de vida e imagino que estresse complique tudo, imagina síndrome do pânico e depressão.Que você não passe por isso de novo.
    Beijos,Ana.
    www.umlivroenadamais.com

    ResponderExcluir
  11. Li seu texto e o que eu vi foi uma.mulher forte.. Que mesmo com todos os problemas não desistiu e esta vencendo.. Eu estou na torcida por você.. Irei seguir você no blog e vou estar te acompanhando p estar aqui vendo a sua vitória. Fico feliz que vc tenha um companheiro de verdade que nao te abandonou e te deu todo o apoio. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Mica! Realmente muito bom ter com quem contar, faz toda a diferença!

      Excluir
  12. Já tive casos de síndrome do pânico na família e é algo realmente assustador, tanto pra quem tá passando quanto para a família que quer ajudar loucamente e não tem nada que ajude de fato. E a pessoa passar por isso sozinha é pior ainda.

    Desejo toda a força do mundo pra você, que isso não volte a acontecer e que vc sempre tenha pessoas queridas por perto para te ajudar o pouco que seja.

    <3
    Fique bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Sabrina! Realmente, é difícil viu... mas com o tempo passa...

      Excluir
  13. Oi Lila, tudo bem? Estou em fase de TCC e sei o quanto é complicado esse período, tem dias que entro em pânico e parece que não darei conta, ou que serei engolida por ele. Imagina se somado a isso ainda tivessem vários outros problemas? Seria quase impossível seguir em frente e dar conta de tudo. É preciso ter bastante força de vontade e foco no que queremos alcançar para continuar com ânimo e não se desesperar. Há bastante tempo tenho problema com insônia, então uso esse tempo para assistir séries, filmes, ler, estudar, mas uma coisa não muda, os pensamentos não param um segundo. Nunca consigo ficar com a mente parada, ou tranquila um segundo, acredita? Meu namorado tem me ajudado bastante, até me aconselhou praticar mais exercícios pra ficar mais cansada e conseguir dormir bem. Chá já percebi que não ajuda, as vezes tomo três xícaras e fico ainda mais desperta haha Mas vamos ter calma, uma hora as coisas se ajeitam, concorda? Beijos, Érika ^-^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. TCC não é fácil... Quer ver a banca! É assustador!!!! Quanto a dormir mil vezes ter insônia a dormir e ter crise de sonambulismo, vc acorda de manhã como se tivesse corrido a são silvesre, musculatura dolorida e tensa e vc dormiu a noite toda, é bizarro. Minha médica receitou um calmante natural, é fitoterápico, então não é aquela coisa absurda e viciante dos tarjas pretas, chama seakalm é baratinho e não é forte, só te deixa relaxada, aquele soninho q dá quando lê e cochila em cima do livro sabe? É muito bom e eu recomendo, até pro dia da banca, foi o que me manteve no eixo! kkkkk

      Excluir