Sobre ler

04 agosto Lila Martins 8 Comentarios


Oi pra você pessoa linda que veio visitar meu blog hoje, bem vind@!
Eu quero falar hoje sobre ler, coisas que talvez quem não é apaixonado por livros não vai entender, mas pra quem assim como eu ama ler vai se identificar bastante.
A primeiríssima coisa que eu quero clarear aqui é que existem os leitores (com “l” minúsculo) e os Leitores (com “L” maiúsculo) a diferença pode parecer sutil, mas não é. O leitor é aquele que vai ler vários livros durante a vida, que vai gostar, viajar e se apaixonar, mas o seu prazer se resume a experiência de ler e nada mais, enquanto o Leitor vai ser um psicopata dos livros ele vai querer TER os livros, comprar eles incessantemente, vai querer comprar aqueles que pegou na biblioteca e amou, só para ter na estante, vai querer ter as versões mais novas, boxes de suas séries preferidas, mesmo que já tenha umas 20 versões daqueles mesmos livros em capas luxo, capas comemorativas de 1 dois e 25 anos, não importa, o Leitor vai amar o mundo literário, desde o cheiro das páginas, a textura, o tamanho da letra, a editora, o autor, a versão, o universo, a capa, vai querer ter ele na estante, pegar ele e ler as “partes preferidas” de vez em quando, vai querer reler muitos deles, vai ter a fila de leitura imensa, todos os dias vai adicionar mais 875 livros nela e vai continuar lendo 3 por mês enquanto compra 50 novos que achou na promoção e não, nenhum deles era um daqueles 875 que colocou na lista, enfim para fechar o raciocínio, tem que gosta de ler e quem vira um pequeno monstro que perde a noção total do que significa a palavrinha limites.
Pois então, como uma Leitora com “L” maiúsculo eu já perdi meus limites faz tempo, mas eu quero nesse post me justificar, eu amo ler é incrível a sensação de viajar sem sair do lugar, e ler é um passatempo para todas as horas, no ponto de ônibus, na fila do banco, nos intervalos da faculdade e em tantos outros lugares e isso por si só já seria maravilhoso, mas as páginas vão te trazendo mais que meras experiências novas e belas histórias, elas trazem também conhecimento. O maior deles se chama vocabulário, você aprende novas palavras, sempre, algumas até em outros idiomas, aprende sobre mitologia, lugares, épocas, estratégias, visões de mundo, nossa você aprende a se distanciar do comum e mergulhar nas infinitas possibilidades, aprende a ver o mesmo mundo de vários modos, enxerga as coisas de outros ângulos e isso é enriquecedor! Eu acredito que seja por isso que em pleno século XXI existam mais leitores que há tempos atrás, sim porque na época da minha mãe não era assim, os livros não eram consumidos com essa voracidade toda, acho que a tecnologia nunca vai deixar a escrita obsoleta, com a internet, a facilidade em ter acesso a novas obras a preços acessíveis, por poder conversar com outros apaixonados em fóruns e grupos nas redes sociais, ler em blogs dicas interessantes e tantas outras possibilidades que antes eram só sonhos distantes o hábito de ler se fortaleceu e eu me orgulho muito de fazer parte desse time de apaixonados.
Há porém uma coisinha que me aflige um pouco nisso tudo, que é o preconceito que nós leitores acabamos sofrendo. Tem muita gente que se acha melhor, que lê livros “cult” e acaba tentando nos humilhar por estarmos lendo Harry Potter, dizendo que é um livro de fantasia sem nenhuma visão filosófica ou qualquer outro papo rebuscado que tentam enfiar goela abaixo pra provar que são melhores que você e que se seu gosto literário não é refinado e tantas outras baboseiras, mas eu sinto informar a essas pessoas que toda e qualquer leitura é válida, mesmo porque já até existe um livro chamado “E se Harry Potter dirigisse a General Eletronic” (resenha). Às vezes conheço gente que só lê revistas e jornais e isso em nada desmerece a pessoa no meu conceito, está lendo, isso é o ponto que nos une, vamos parar de desmerecer o gosto dos outros, eu por exemplo, não li “A culpa é das estrelas” nem “50 tons de cinza” simplesmente não me interessei, não me chamou a atenção, mas tenho amigos que leram e gostaram e fico feliz que tenham encontrado um livro bacana para exercerem sua paixão por ler, acho que o mais importante é curtir a viagem, sentar em um lugar legal, com aquele título que você gosta e se teletransportar para o mundo que você escolheu, vale mais que qualquer coisa!

Como apaixonada por livros eu desejo a todos ótimas leituras, aos que não curtem muito, espero que possam então se divertir com aquilo que amam e a todos peço respeito! Grande abraço!



8 comentários:

  1. Ameiiii! Me identifiquei em cada linha. Não existe nada melhor do que livros novos e todo aquele ritual de olhar a capa, ler o verso, depois admirar as páginas, o cheirinho de novo e então colocar ele na estante só para ficar olhando como ficou lindo hahah Beijoss.

    itiskimby.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, livros e seus pequenos prazeres, como não amar? kkkk Obrigada pela visita!

      Excluir
  2. ADOREI O POST!
    Eu sou uma Leitora com "L" maiúsculo (apesar de estar diminuindo esse L ultimamente), mas eu amo tudo isso o que falou. Eu quero ter o livro, acordar e olhar pra ele lindo na minha estante, abraçar e ler um trechinho sempre que eu quiser. E aquele cheirinho de livro novo? Ou a beleza da capa gasta de um livro velho? Ah, gente <3

    It's Geekly

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, olhar a estante cheia de títulos e se sentir realizada, com cada um fofinho ali, meus bebês!!!!! kkkkkkk Obrigada por me visitar! Bjs

      Excluir
  3. Sou uma leitora com "l" minúsculo. Gosto de ler mas não tenho tanto o hobbie assim. Se eu tivesse mais dinheiro eu compraria livros novos porque me fazem um bem danado e eu sei que existem milhões de histórias e conhecimento por aí que vão mudar a minha vida e me fazer me sentir encantada. Não tem preço viajar numa história. Já me senti apaixonada, enfurecida e até depressiva após acabar a leitura de um livro. Quando eu morar sozinha com certeza farei investimentos literários!

    Juhlihipy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa! Investimentos maravilhosos diga-se de passagem! Pode ser uma leitora com "l" minúsculo, mas o que importa são as belas viagens que faz, o lance não é o tamanho do vício, mas o tamanho do prazer em ler! Beijos! Obrigada por me visitar!

      Excluir
  4. Cara, que texto, me descreveu em cada palavra do Leitor! Tenho uns 50 livros na lista de leitura e to meio que proibida de chegar com mais em casa huahauahauahau não temos mais onde colocar e sim, quero comprar todos que já li!!!
    Adorei mesmo, parabéns!

    Mas sabe, o ser humano infelizmente é assim, se prende em algo que ACHA que o faz superior ao outro e se agarra como sua verdade! Mas aos poucos vamos chegar lá.
    Beijos e tudo de bom!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, vamos esperar esse mundo criar juízo e parar de desmerecer os outros. Aqui em casa meu marido não liga pra minha compulsão,. aliás costumo usar ele de pretexto, como livros pra ele de "presente" totalmente livre de segundas intenções, sempre dá certo, ele fica feliz e eu tenho mais livros na estante pra ler kkkkkkkk

      Excluir