As Crônicas Vampirescas - Anne Rice

07 agosto Lila Martins 4 Comentarios


Oi pessoal! Hoje está um domingo chuvoso com temperaturas amenas e eu resolvi falar da minha atual leitura, que é "A Rainha dos Condenados" de Anne Rice, este livro é o terceiro das Crônicas Vampirescas e como alguns que acompanham o blog já devem saber essa série, tem o MELHOR vampiro de todos, o displicente, imprudente e provocador Lestar de Licourt que eu amo, e considero sim, melhor que o clássico Drácula de Bram Stoker. Já escrevi sobre o Lestat, sobre o filme da Rainha dos Condenados e até sobre a escrita da Anne Rice, deixarei todos os links no final do post, mas hoje eu reservei esse espaço para falar da escrita da Anne Rice mais profundamente porque ela é top e merece!


Entrevista com  o Vampiro é o primeiro livro da série, esse livro conta a história de Louis um vampiro transformado pelo Lestat. Louis resolve contar sua história a Daniel, um jornalista que a escreve em um livro chamado "Entrevista com o Vampiro", esse livro é incrível, é perturbador, principalmente a Cláudia, vampira transformada aos 4 anos de idade, se torna assim uma espécie de "filha" de Louis e Lestat, mas com o tempo ela se torna adulta presa a um corpo infantil, com seus cachinhos dourados e aparência meiga, porém uma mulher madura extremamente cruel, querendo exercer sua feminilidade, só que não consegue por sua aparência, é muito perturbador, é ambicioso e  é com esse livro, cheio de controvérsias que eu tive minha primeira experiência com Anne Rice. 

Ela escreve absurdamente bem! Os vampiros dela são muito bem construídos, são sombrios, cheios de dilemas, são a transição entre os seres humanos e o ser imortal, aquele renegado do mundo, demonizado, conhecido como ser maligno, assassino, mas é inacreditável como você não consegue classificá-los, eles possuem atitudes realmente desprezíveis, mas mesmo assim você os ama, os admira e sofre os dilemas deles e acho que essa imersão que a Anne nos proporciona é que torna os livros dela tão pesados, é como se você estivesse sentindo a dor dos imortais. Com esses livros, eu penso que metade das adolescentes malucas por Crepúsculo pensariam duas vezes antes de querer entrar para o time dos imortais, todos os vampiros em close são atormentados, apesar de alguns amarem a imortalidade, em muitos momentos ponderam o carma que é viver para sempre e isso traz uma reflexão interessante.
Outro ponto da Anne é como ela aborda o amor nos livros, não há romance em si, há relações de amor puro, e o amor dos vampiros está nos seus iguais e na morte das sua vítimas, para os vampiros a morte é a coisa mais bonita de se apreciar, beber do sangue dos vivos e ver seus corações parando pouco a pouco é quase uma obra de arte para eles, em geral eles escolhem como vítimas pessoas interessantes e com elas fazem todo um "ritual", fora que seus presentes aos iguais costumam ser vítimas para que se deliciem com suas mortes. O amor entre os vampiros é completamente liberal, há amor entre homens, mulheres a até o amor maternal se dissipa e se torna apenas amor, sem conotação sexual, apenas a essência e isso eu acho que mais me prende na escrita dela, talvez cause certo desconforto nas pessoas mais conservadoras, mas pra mim é um dos melhores diferenciais que ela tem.


O segundo livro é dedicado a ele, o Lestat, o vampiro ousado, meio maluco que quer unica e exclusivamente viver intensamente sua imortalidade, quer viver entre os humanos ama eles e quer viver entre eles tanto que em O Vampiro Lestat ele se ergue de sua tumba de descanso para se unir a uma banda e ser um popstar, se intitulando o vampiro Lestat, mostra ao mundo com sua música os segredos antigos da espécie e também escreve um livro contando sua história que diga-se de passagem é excelente. Nesse livro Anne Rice desmembra esse personagem ambicioso, inescrupuloso e completamente impulsivo, tomando decisões malucas e fazendo o que quer exercendo sua imortalidade ao extremo e provocando assim, todos os outros vampiros a saírem de sua zona de conforto. Lestat é o melhor vampiro que há, porque ele tem tudo! É sedutor, artístico, astuto, envolvente e acima de tudo ele é único, nenhum vampiro é tão apaixonado, ele age por impulso e faz coisas imprudentes fazendo o leitor se deliciar com a sua falta de limites, Lestat é um espírito livre e não se dobra a nenhuma regra, ele é o que quer e faz o que quer e o resto que se dane, acredito que essa é a filosofia de vida dele.


O terceiro livro é a Rainha dos Condenados, estou lendo ele atualmente e como ainda não cheguei ao fim não posso dar meu parecer geral, mas até aqui é o melhor na minha opinião, traz uma mistura incrivel, é um paralelo ao livro anterior, os acontecimentos de ambos ocorrem ao mesmo tempo, é tipo uma outra visão, tem menos do Lestat neste livro, mas ele ainda é o ponto principal é a história em off que está sendo revivida por meio das músicas dele, é um livro realmente bem esclarecedor, traz lá do fundo do baú a história de como os vampiros foram criados, os poderes que apenas os mais antigos possuem e uma perseguição desenfreada em descobrir alguns mistérios que surgem ao longo das páginas. 
Anne Rice, neste livro te enlaça lá nos primeiros capítulos com "as gêmeas" e você percorre todas as páginas buscando juntar os pedaços e descobrir qual a relevância delas para o todo, se surpreende com algumas delas, é um livro doloroso de ler muitas vezes, porque traz algumas cenas bem revoltantes e tristes, mas é com certeza um livro artístico, porque tudo que Anne escreve tem essa conotação meio filosófica da arte, o belo trazendo o fim, a morte pelas mão brancas e suaves, pelos olhos azuis profundos, é arte escrita e é por isso que eu amo essa escritora.

Espero que tenham gostado!

As Crônicas Vampirescas tem mais obras listadas abaixo:

  • Entrevista com o Vampiro (1976)
  • O Vampiro Lestat (1985)
  • A Rainha dos Condenados (1988)
  • A História do Ladrão de Corpos (1992)
  • Memnoch (1995)
  • O Vampiro Armand (1998)
  • Merrick (2000)
  • Sangue e Ouro (2001)
  • A Fazenda Blackwood (2002)
  • Cântico de Sangue (2003)
  • Príncipe Lestat (2014)
  • Paraíso de Sangue (lançado em breve)


Novas Histórias de Vampiros

  • Pandora (março de 1998)
  • Vittorio, o Vampiro (1999)

Abaixo os links relacionados a Anne Rice, vampiros e as Crônicas Vampirescas para os interessados!

POST - Lestat O melhor vampiro de todos os Tempos
POST - Desafio dos 30 dias - Dia 7 Filme favorito
POST - Analise de escritores.
VÍDEO - Dica de livros e games sobre vampiros! Anne Rice, Lestat e RPG




4 comentários:

  1. Quando vi um dos filmes na TV, baixei o livro e imprimi todo... Não consegui ler uma página. Achei muito chato, mas quero muito ler, vai ser uma conquista pessoal, afinal o primeiro livro que me jogou na literatura foi de vampiros hahaha
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente os livros são um pouco cansativos, mas se vencer essa sensação vale muito a pena. =D

      Excluir
  2. Quero ler esses livros faz um tempão (desde que assisti ao filme). Até hoje não li nada da Anne Rice.
    Gostei bastante do seu post, super detalhadinho.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Anne Rice é simplesmente incrível. O livro dela O Servo dos Ossos é demais. Você fica preso na História, querendo saber como será o desfecho.

    ResponderExcluir