Desafio do 30 dias - Dia 28 Qualquer coisa que você Gosta

12 dezembro Lila Martins 0 Comentarios
























Olá tudo certo? Pois bem, hoje é pra falar do que eu gosto e escolhi falar de escrever.
Algumas pessoas já me disseram que eu tenho “dom” para escrever, que eu deveria ter feito alguma faculdade na área como letras, literatura ou algo do gênero, mas eu confesso que nunca me inclinei pra essas faculdades porque pra mim escrever é uma terapia, por isso criei o blog, pra extravasar as palavrinhas que ficam fluindo na cabeça, e de verdade não acho que seja bem um dom como as pessoas dizem, mas sim a minha principal forma de expressão, como aqueles artistas que pintam belos quadros, músicos que criam belas canções entre tantas outras formas que existem de se expressar nesse mundo.
Eu consigo demonstrar melhor como sou quando escrevo, acho que é mais fácil mesmo porque eu sou uma pessoa introspectiva, que não significa que sou quieta ou que tenho dificuldades de me relacionar, mas sim que eu tenho a minha própria forma de ver e me relacionar com o mundo, essa forma pra mim é a escrita, por isso não acho um dom, acho mais uma adaptação, uma forma que eu encontrei de revelar partes de mim sem ter que me comunicar verbalmente.
Quando se trata de trabalho, eu prefiro o contato verbal, por telefone ou pessoalmente, quando são coisas que requerem interpretação, então não se pode dar margem para enganos, mas quando se trata de filosofar, eu prefiro escrever, pois na minha cabeça as ideias se tornam confusas e difíceis de organizar, no papel é mais simples, eu vejo as coisas, posso ver que tamanho tem, as proporções e confesso que se olharem bem tudo que escrevo, vão entender muito de mim, porque eu sempre coloco fragmentos da alma no texto como uma horcrux do Voldemort, o lado bom é que não precisa matar ninguém por isso.

Acredito que me apaixonei por escrever porque eu amo ler, me perdia nas páginas livros, a imaginação voava solta e em algum momento eu comecei a criar sozinha, então tomou uma proporção que não cabia mais na cabeça, dai comecei a liberar, criando textos, histórias, matérias e tudo mais que dá na telha.
Algumas das coisas que mais me inspiram são imagens, é olhar e ver o que desperta em mim, por isso eu sempre curti desafios fotográficos, em que as pessoas mandam pra mim uma imagem e eu escrevo qualquer coisa que der na telha sobre, aqui no desafio dos 30 dias estou lidando mais com sugestões de temas, e acho que tem saído umas postagens interessantes, espero que, quem acompanha, esteja gostando.
Pra finalizar quero apenas dizer como me sinto com o lance de escrever. Digo com toda sinceridade que é uma parte integrante de mim, que eu não existo sem escrever, que se por algum motivo eu precisar parar eu vou me sentir um pouco vazia,  com uma parte faltando, porque escrever se tornou um hábito, as vezes por falta de tempo não consigo escrever com muita frequência, isso porém não muda o fato de que sempre quero escrever alguma coisa.

Espero que tenham curtido gente, até a próxima.


0 Comentários: