Desafio dos 30 dias - Dia 22 Algo que você sente falta

31 outubro Lila Martins 0 Comentarios

Oi galera! Mais um desafio, bora lá!
Hoje a proposta é falar de algo que sinto falta, e vou ser bem abrangente e filosófica, como sempre.
Eu sinto muita falta de inteligência, de pessoas que realmente usam aquela maquininha interna chamada cérebro para algo saudável e edificante.
Vivemos hoje num mundo de faz de conta, mais falso que conto de fadas, porque pelo menos nos contos de fadas as pessoas são felizes, aqui onde vivemos quem prevalece são os vilões, aqueles que roubam, que matam e ficam completamente impunes, porque aqui e quando digo aqui falo do meu País, o Brasil, que é um lugar onde o crime compensa e muito.
Sinto falta de boa cultura, de material realmente valioso, sinto falta de jornalismo  de qualidade e não esse diário da vida de gente famosa que foi a praia, que usou um vestido barato ou fez qualquer coisa comum e virou manchete.
Queria viver num lugar melhor, num lugar onde escrever fosse um dom, o dom de verbalizar em letras ideias bacanas, com ortografia correta, de gente que saiba escrever,  que use a concordância verbal, não que meus posts não tenham erros de português, mas uma coisa é um erro de digitação, outra bem diferente são erros recorrentes, como o uso dos porquês, mas e mais entre tantos outros erros bobos que aprendemos na escola, só que infelizmente muitos não levam para a vida.
Estou sentindo muita falta de um lugar onde encontrar musicas boas, programas de TV interessantes, revistas com conteúdo, sites de qualidade, canais do youtube bacanas e tantas outras coisas que há anos não temos mais como deveria.

Ai alguém com certeza vai dizer, falta educação no Brasil, e é verdade, o problema é que pra mudar esse quadro, se começarmos agora vai levar pelo menos duas gerações pra sentir alguma diferença, ou seja, eu não vou viver pra ver o Brasil mudar, mas, independente disso gostaria que mudasse, que as próximas gerações não sentissem falta de tudo isso, se bem que com o andar da carruagem, se não começar a mudança agora, acho que as próximas gerações nem saberão o que é isso para que possam sentir falta.




0 Comentários: