Acreditar...

25 julho Lila Martins 1 Comentarios


Olá pessoal, tudo bom? Pois é depois de uma correria turbulenta tirei um tempinho pra voltar a escrever aqui no amado bloguinho.
Falando um pouco de mim e das coisas que eu vivo, no último fim de semana eu estive em um retiro chamado Hava Camps, aqui em uma comunidade de vida católica na minha cidade, foi muito bom, bastante edificante pra mim, eu aprendi algumas coisas muito valiosas e realmente superei muitas coisas lá, hoje não vim aqui pra falar exatamente deste retiro, mas sim de algumas lições que podemos tirar da vida.
A primeira premissa que devemos ter na vida é a seguinte, você precisa enxergar a si mesmo como você é, a sua edificação é em grupo, mas a sua salvação é individual, resumindo você precisa muito das pessoas a sua volta, mas você é responsável por suas próprias decisões.
Temos que ter em mente, como nos posicionamos diante das coisas. As vezes temos alguns medinhos e receios que não nos deixam seguir em frente, nos entocamos no poço das depreciações e depressões e acabamos ficando lá, tanto tempo, que esquecemos de voltar a tona, como uma história meio boba de uma pessoa que morreu afogada em meio cm de água, porque estava com demasiada preguiça de tirar o rosto dessa quantidade mínima de água. Muitas vezes, somos assim, nos afogamos na poça, as vezes enxergamos as coisas de modo errado quando na verdade nem é.
Temos, pelo menos muitos que eu conheço possuem isso,  a mania do “ e se” e se eu me arrepender? E se eu me machucar? E se eu errar? E se eu não for feliz? E tantos outros e se que falamos ao longo da vida, a negatividade de acreditar que tudo que é bom dura pouco, e que você não pode nem aproveitar pra não se decepcionar. Pensa um pouco, em todas as coisas que você perdeu de fazer só por causa do “e se” quantas barreiras você já colocou, quanto você já se limitou só por causa dessa pequena expressão? Qual o “e se” que você mais repete? Já dizia o poeta (que eu particularmente amo) Shakespeare em o Menestrel “ E você aprende que realmente pode suportar, que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe, mesmo depois de pensar que não se pode mais.”
Uma parábola da Lila (inspiração minha essa história, não é real e eu nunca vi em outro lugar ok) Um dia perguntaram para um homem versado, um grande professor com as melhores especializações, dando aula em uma das melhores universidades do mundo, o que era a fé, ele fez toda uma pesquisa, buscou fatos explicativos, montou uma apresentação digna de um congresso internacional, para explicar, em termos extremamente complexos, o que era a fé. Todos os presentes ficaram impressionados com as palavras do professor, mas na platéia havia um homem, muito humilde que se levantou e disse “Senhor me desculpe, mas eu não consegui encontrar a fé em suas palavras” o professor ficou indignado e disse “O senhor está louco? Eu expliquei exatamente o que é a fé!” e o homem respondeu “O senhor que está louco, falou muitas coisas interessantes, mas não falou o que realmente é fé” O professor bastante alterado disse para o homem “Então se eu não disse o que é fé por que não sobe aqui e diz o que sabe?” O homem então se levantou e foi, até onde o professor estava, pegou o seu microfone e começou a falar.
“ A fé nada mais é do que acreditar, sempre acreditar. É fé quando você espera o impossível, é fé quando uma mãe sabe que pode não conseguir segurar seu filho nos braços por alguma complicação na gravidez, é fé quando você olha uma pessoa e enxerga nela grandes coisas que poderá um dia fazer, é fé quando uma criança perde seu animal de estimação e acredita que ele vai para o céu, é fé  quando algo tem todas as chances de dar errado e mesmo assim você vai lá e tenta porque acredita que dará certo. É fé quando você olha nos olhos das pessoas que você ama depois de ter cometido um grande erro com ela,  e ela ainda te ama mesmo assim, é fé quando Deus te vê atolado na lama dos seus pecados e ainda acredita em você.
Você pode ter fé, qualquer um pode, mas é preciso mais que apenas palavras difíceis pare explicar, porque a fé é uma coisa que não se explica, ou se tem ou não se tem,  e mesmo quando você estiver sem a sua fé Deus ainda terá fé em você”
Naquela noite, todos no lugar choraram, vendo um homem humilde derrubar um professor renomado com palavras simplórias, porque há coisas das quais falamos que não é preciso ser pomposo ou cheio de conceitos, há coisas tão simples, que as nossas teorias humanas e falhas não podem explicar.
E é por isso minha gente que o post não se chama  fé e sim acreditar, porque fé é o sentimento que você tem e acreditar é a atitude que te leva até ela, logo meu amigo, para ter fé, você antes de tudo precisa acreditar, e por que não começar por si mesmo?

Pense nisso...

Um comentário:

  1. Oie...
    Tudo bom?
    Que belo texto... parabéns...

    Adorei seu blog... Já estou seguindo...
    Depois dá uma passadinha no meu cantinho para conhecer e se puder segui-lo ficarei muito grata...
    Beijos
    Relíquias da Lylu =D
    http://reliquiasdalylu.blogspot.com.br

    ResponderExcluir