Estresse

04 janeiro Lila Martins 1 Comentarios

Estamos em pleno século XXI e o vilão da nossa época é o Estresse. Anos atrás ele não era tão comum, porque as pessoas tinham vidas mais ativas, o trabalho era mais extenuante porém gastava mais energia, hoje temos mais tecnologia a nossa disposição o que nos ajuda muito, mas não temos mais onde descarregar as fortes cargas de adrenalina que acumulamos. 
Antes, as profissões não possuíam a cobrança que temos hoje, com o mercado altamente competitivo e o avanço da internet, as empresas não admitem mais tantos erros, então obviamente o nível de tensão no trabalho é muito maior, isso seria fácil de transpor não fosse as multifunções que exercemos hoje, não há mais tempo para relaxamento e exercícios, não há formas naturais de descarregar o estresse acumulado no cotidiano. Bom partindo dessas informações resolvi saber um pouco mais sobre o estresse.




Sinais

Não se acorda numa bela manhã de sol com estresse, antes disso o corpo dá vários sinais, como os mencionados na figura, que devemos estar atentos para tratar com antecedência.


Causas

As casas do estresse podem ser:

internas:  que originam da própria pessoa, geralmente características de personalidade, como perfeccionismo, pressa ou tentar ser multifuncional.

externas: Do ambiente. Mudanças em geral, tanto positivas quanto negativas, mudanças profissionais (troca de emprego, promoção, demissão), divórcio, mudança de casa, aposentadoria, doença ou morte de pessoas queridas. Há também eventos cotidianos pequenos, como o trânsito, enfrentar filas e outros fatos isolados que vão se acumulando.



Como evitar e tratar

Uma coisa que devemos ter em mente é que estresse todo mundo tem, mas até certo ponto. No dia-a-dia, situações diversas tem pesos diferentes para cada pessoa, podemos nos adaptar com algumas coisas melhor do que a outras e assim por diante. É importante ter um pouco de estresse, porque ele te exige se movimentar, resolver problemas e sair da zona de conforto, mas quando se torna uma doença é preciso ter cuidado.

Abaixo algumas atitudes simples, que podem ajudar bastante a controlar os níveis de estresse:


  • dormir direito
  • cuidar da saúde e alimentação
  • exercitar-se
  • tirar um tempo para si mesmo e fazer coias prazerozas
  • tentar encontrar maneiras melhores de lidar com problemas


Caso não melhore com estas pequenas atitudes, recomenda-se procurar ajuda profissional.

O mais importante no processo é que cada um se estressa por causas diferentes, é como enxaqueca, cada pessoa tem um "gatilho" diferente, O primeiro passo para tratar é saber o que te estressa e tentar aprender maneiras eficientes para tratar, tem atitudes que funcionam para uma pessoa e não para outra.

Como minha vó costumava dizer, os nervos são interessantes, podemos nos estressar muito em uma ocasião e conseguir passar por ela sem problemas, mas quando nos acalmamos e corpo "tira o atraso" e você despenca, pode ter vários sintomas como:


  •  dores de cabeça
  •  labirintite
  •  problemas com o sono
  • manchas de pele
  • depressão
  • apatia
  • problemas de apetite 


Enfim os sintomas são parecidos com os mencionados acima pelo estresse não são?
Justamente porque as duas estão ligadas, você tensiona seu corpo com a pressão do dia-a-dia, a curto prazo não sente nada demais, mas a longo prazo tem esses sintomas, pode ser o estresse desestruturando seu sistema nervoso. O melhor a fazer é se cuidar, tentar diminuir o ritmo, fazer coisas que fazem você se sentir melhor, em geral quando eu estou estressada, tento tomar chá de erva cidreira ou camomila e dormir bem, tento também ler e escrever porque descarrega as emoções e tira a ansiedade, funciona pra mim, eu costumo me sentir melhor, mas cada um tem sua recita, encontre a sua e viva bem.

E ai? Quer saber se está estressado? Faça o Teste 

Um comentário: