Pôr do Sol

10 setembro Lila Martins 0 Comentarios



Quantas vezes eu estou no ônibus, a caminho de algum lugar (geralmente a faculdade) e vejo o sol se pondo, a bela luz alaranjada banhando o fim de tarde, o sol se escondendo, dando lugar para a noite, eu fico impressionada com a beleza que a natureza proporciona, é um lindo espetáculo, totalmente gratuito, simbólico e simples, a singeleza daquilo que é perfeito, simplório e puro, a arte de Deus se manifestando em toda a sua grandeza.
Fico pensando o quanto a vida nos proporciona tais momentos, o quanto somos ocupados demais para enxergar a vida, agradecer essa linda visão é o que de melhor posso fazer, é difícil expressar a sensação que eu tenho quando vejo um fim de tarde ou o início de uma manhã, é tão bonito que me dói por ser tão rude, por ser tão imperfeita, fico pensando as vezes, por que será que Deus nos deu coisas tão lindas? Será que somos merecedores? Nós, humanos, tornamos a criação uma coisa tão fugaz e sem importância, tão pobre, mas eu ainda acredito na beleza, na poesia e na paz, que uma visão como essa traz, ouvindo uma bela música e enxergando a beleza singular da natureza, eu sei, não posso especificar como, mas sei que há um plano para tudo, que todas as manhãs começam com uma promessa e todos os fins de tarde terminam com uma serenidade, com uma paz velada e que eu posso sentir que, há mais amor nesse momento, do que podemos provar por uma vida inteira, que a frase que diz "Dar valor às pequenas coisas" tem um sentido, nessa hora eu sei, que tem muito mais por vir, que muitas são as bênçãos que ganham, os que tem o coração puro, ao ponto de apreciar o belo.

Texto integralmente escrito por 


0 Comentários: