Casamento...

14 março Lila Martins 0 Comentarios

Ah... Que coisa mais linda... Lá vem a noiva toda de branco, aquele povo todo na igreja, aquela musiquinha chamada marcha nupcial (que eu particularmente não gosto >.<) os votos, "Na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, até que a morte os separe..." Depois a festa, todo mundo dançando, pulando, se divertindo, a lua de mel, uma viagem bacana... Ah... como tudo isso é lino né? 

Só tem um porém, isso dá taaaaaaanto trabalho... Casamento é mais que festinha, mais que vestidão e bolo de trocentos andares, mais que um casalzinho fofo fazendo votos lindos de amor eterno.
Casamento é um grande passo, uma transição é topar muita coisa, abrir mão de mais um monte, é conviver com uma pessoa que nasceu numa família diferente, com uma educação diferente, um jeitão todo diferente e tudo mais. Apesar de ser uma coisa meio besta casar hoje em dia (não acho to só comentando as estatísticas) mesmo porque a maioria dos casais já moram juntos quando se casam, fazem primeiro o "test drive", eu que sou tradicionalista (ou louca)  para querer fazer isso as escuras, seguir a ordem e chegar no altar (não com a marcha nupcial lógico  ¬¬) casar e tentar na cara e na coragem ver no que dá.
Outra grande questão é o quanto casar esgota as energias, imagina organizar uma festa onde você convida uma pá de gente e tem que pensar e tudo, igreja, bolo, lembrancinhas, músicas, buffet, decoração, convite, fotos, etc etc etc... infinitas etc.... É... essas coisas dão uma trabalheira!
Eu nunca me casei, (ainda sem previsão, eu acho...), mas eu acredito que vai render bastante planejamento e  muiiiiito suquinho de cana-de-cheiro com limão (entendedores entenderão) só acho que vai valer a pena porque tudo que fazemos com os pés plantados no chão usando o coração como como guia tem tudo pra dar certo, pra isso Deus criou razão e emoção pra equilíbrio, não pra usarmos um mais que o outro. 
Então um conselho se um dia sonhar em casar esteja preparado pra tudo que essa decisão acarreta, e principalmente, para o fato de que quando você se compromete com algo esteja bastante certo do que faz, porque não é só uma pessoa que esta envolvida e sim duas (no mínimo) que as pessoas tem sentimentos, se for pra casar e separar em menos de 6 meses que nem case, claro que não tem como prever, só que dá pra sentir quando é real ou não, nunca se deixe levar só pela emoções do tipo "Ah... ele é tão fofo e romântico..." Galera, você não vai se casar com um cara que te da flores todo dia, você vai casar com um cara normal, que dorme e ronca, que se irrita e grita, que acorda de mau humor as vezes e é chato, que tem manias irritantes, e que as vezes vai estar cansado demais pra você. Amar é saber que na trivialidade do dia-a-dia é que mora a maior partes das alegrias de estar casado, saber que nem tudo são flores, que nem sempre as coisas vão funcionar direito, que haverão brigas, muitas delas, mas não importa o quanto briguem o que importa é quantas vezes vão fazer as pazes.

Cuidado com decisões que podem mudar a sua vida!

0 Comentários: