Mutações...

24 julho Lila Martins 0 Comentarios


Boa noite, a srta filosofa resolveu dar o ar de sua graça ruiva mais uma vez, e o motivo não poderia ser outro senão falar de sua estranha visão de mundo (estranha pra alguns tem gente que se identifica) então... Bora!
A grande tacada desse post é o nome "Mutações"  vamos ao papo técnico, mutação deriva da palavra "mudar"  e significa s. f. 1. Variação, mudança. 2. Transformação. Fonte Resumindo...  Não eu não vou falar de X-Man! Desculpe a pequena piadinha não resisti >.<

Eu quero falar hoje da capacidade que nós temos de mudar de nos habituar a coisas diferentes, uns com maior facilidade, outros nem tanto, porém somos todos capazes.
As mudanças as vezes vem e nem percebemos, e as vezes as perseguimos incessantemente, eu particularmente adoro mudanças, minha vida está repleta delas e eu estou acostumada estranho mesmo é quando não existem mudanças...
Todos vivemos períodos de mutação, quer um exemplo? Corre numa gaveta qualquer e pegue uma foto antiga, veja só as roupas, sapatos, corte de cabelo e tudo mais que você usava, parecia tão bacana não é mesmo? Mas olhando agora essa foto a sua opinião ainda é a mesma? Você ainda gosta desse tipo de roupa? Ou será que em algum momento você mudou de ideia? Será que agora isso não parece até mesmo meio vergonhoso? "Nossa como eu pude usar isso!" Essa é a frase não é mesmo? Falamos ela incontáveis vezes ao longo desta enorme jornada chamada vida.
Gostando ou não as mudanças vem independente de qualquer coisa, as mudanças na nossa aparência, na nossa estrutura conforme crescemos, gostos, medos, tudo nesta vida vai se acumulando e fazendo de nós diferentes todos os dias, lógico que não vamos nos tornando outras pessoas ao longo da vida, não mesmo eu não estou falando isso todos nós temos a nossa essência e esta sim é imutável, aquilo que somos no nosso íntimo não vai se transformar pode sim mudar de opinião, mas o seu interior sempre será a sua "marca" aquilo pela qual as pessoas vão conhecer você a sua característica principal.
Há também outras mudanças, mais profundas, mais íntimas aquelas coisas das quais você nunca vai se desprender aqueles vícios que só te fazem mal e que você acha que nunca vai se livrar e um num dia qualquer você se lembra e percebe que já se desligou, é assim com tudo, bens materiais, pessoas, lugares, comidas e tantas outras coisas.
Mas para fechar as mudanças são necessárias, para que possamos nos edificar, subir na vida, como vamos chegar em algum lugar com uma bitola na cabeça nos controlando e proibindo? Temos mesmo que mudar, nos habituar, nos moldar ao nosso tempo, claro sem deixar de ser quem somos, mas com a cabeça mais aberta o tempo passa a vida se desenrola pra todos e temos que estar preparados temos que admitir que acima de qualquer coisa somos... MUTANTES.

0 Comentários: