Idealismo...

24 julho Lila Martins 0 Comentarios

As pessoas sempre tem um segredinho não é mesmo? Elas podem ser o que quiserem, mas sempre tem uma coisinha no fundo que escondemos até de nós mesmos, a nossa vulnerabilidade, o nosso ponto fraco, as vezes nem tão fraco assim, mas aquele que não demonstramos porque nos deixa despidos, aquele minúsculo ponto que pode desnudar a nossa alma... Essa característica que guardamos com tanto zelo que as vezes escapa das nossas "prisões internas" cada um tem a sua... Descobrir um pouco sobre a Lila Silva é fácil basta ler este blog, nele tem muito de mim, aliás em tudo que eu escrevo tem muito de mim, eu sou uma daquelas escritoras que consegue transformar sentimentos em letras, as palavras me são velhas amigas, foi nelas que eu me apoiei a maior parte da minha vida, me afundei nos meus livros nas épocas difíceis e quando somente ler e ser transportada para outros universos, outros mundos não me era suficiente eu criei o meu, o pedacinho de céu que é a minha escrita, quero ter 100 anos e ainda escrever, amo isso mais que tudo, tenho este blog não para ser lido, não ligo muito pra quantas visualizações terá, mas tenho ele pra descarregar, pra desabafar, aqui eu sou eu mesma, sem ter que parecer durona nem chata aqui eu sou uma idealista com idéias e opiniões, é aqui que eu posso ser e fazer aquilo que eu achar que devo e quem não gostar que não leia ué!
Algumas pessoas já leram meu blog, tem as que acharam bacana, tem as que acharam divertido, útil, mas até hoje somente uma pessoa leu ele e se respaldou da maneira que deveria, essa pessoa me conhece há pouco tempo, porém sabe mais de mim do que muitos, conhece a minha essência, o meu interior porque é nobre o suficiente pra ler entre as linhas, alguém que conheceu uma Lila dura, até mesmo fria poderia se dizer, mas que num belo dia teve a chance de acessar este blog e pode ver que na verdade a Lila é uma pessoa sensível afinal, sonhadora, intensa, com uma personalidade forte, audaciosa enfim pode finalmente conhecer a mulher que habita por detrás deste rostinho de 16 anos (daqui menos de 1 mês... 23 anos quem diria não é?) .
Se eu pudesse um dia escolher a melhor forma de expressão com toda a certeza do mundo seria a escrita, eu também me identifico com música, mas não consigo compor letra e melodia então eu fico com as palavras mesmo estas são velhas amigas, e com estas eu tenho a fluidez de uma bailarina, de uma pianista conceituada porque eu não escrevo simplesmente, eu dedico parte daquilo que sou nos meus textos eu sou intensa e eu consigo transcender isso em letras, é mais artístico do que técnico eu vejo as coisas que escrevo como obras, composições, elas tem uma coisa que só os fortes captam que só quem é tão sensível (ou louco) como eu consegue enxergar...
Enfim há mais de mim no que escrevo do que eu gostaria de deixar transpassar, mas se Deus deu-me este dom eu não vou renegá-lo por medo de desnudar meu íntimo não é mesmo? 

O.<

0 Comentários: